blogjoint-mini

… Deus criou o homem ao sexto dia, no sétimo dia criou o turista, claro que segundo Darwin levou um pouco mais de tempo mas a evolução é a mesma ,primeiro o homem depois o turista, até aqui normal , nada de estranho , desde que:  Et Verbum caro factum est et habitavit in nobis(o verbo se fez carne e habita enntre nôs), podia-mos dizer que estava escrito … mas certamente que o gajo (Deus ou Darwin ) não contava que o Turismo se transforma-se numa das industrias mais prolificas , que rende mais capital – apesar da morte lenta do capitalismo- , mas também daquelas que causa mais “disabores ambientais ”   sendo não sô uma ameaça para varias especies ,de pesar na renovação dos recursos naturais, na escassez de agua potavel (é!!turista bebe,banha-se como qualquer outro ser vivo, as vezes mesmo um pouquinho mais), uma ameaça para os recifes de corais (verdadeiros barometros da natureza) enfim um sem-numero de consequências , que sofreremos na pele ao aceitarmos esse Turismo de Massa em que ainda por cima tudo esta pago é sô consumir, sem qualquer tipo de proveito para as populações locais ,  para as empresas locais  e com um impacto negativo nas especies vivas  e no meio-ambiente , considerave … A solução esta mesmo ao lado num turismo consciente , num Turismo Ecologico, num turismo de respeito , num turismo que tenha proveitos também para as populações locais,  ja ha varios paises africanos que o fazem, no Ouganda por exemplo as 12% das receitas  dos parques nacionais vão para as populações locais ,redestribuido é claro pelo WWF e pelas sociedade(s) que gerem os parques com proveitos e uma protecção ambiental visiveis… outro exemplo é duma ilha da do oceano indico que devido a inexistência de infraestruturas de tratamento de lixo “convidam ” o turista a regresar com o seu lixo a troco de  reduções de preço nos hoteis e outras regalias (simples e eficaz) …certamente que nôs estamos longe desses dois casos.  O problema é que a degradação ambiental causada por um  turismo de massa  nos proximos 15 à 20 anos no maximo vai ser terrivel, e não tendo praias e montanhas belas para oferecer  os nossos “benfeitores”(sarcasmo) com milhoes de dolares para investir mudarão de simplesmente de destinatario, casos provados são diversas destinações das caraìbas (verdadeiros contentores de lixo à ceu aberto)… O turista em si é apenas a parte visivel do iceberg,  que esconde como sempre os grandes grupos financeiros ,  que fazem gato sapato dos estados que não se prepararem para tal…

Madagascar finais 2008 , um grupo financeiro sul-coreano comprou 2 miliões de hectares  das terras arraveis ( a metade do paìs)  e  epor um periodo de 99 anos ,uma das causas da actual crise nesse paìs, pois a expropriação de terras a agricultores locais serà necessaria. mas consta-se que varios paises africanos ja seguem o mesmo caminho com capitais do medio oriente, oriente e ociedente …
bjoint


… confesso  um certo nervosismo na escrita do post , o meu primeiro no Blog Joint que espero esteja a altura , por que senão tou fudido.